[CURIOSIDADES] Queijos: os prós e contras de treze tipos

Saiba mais sobre os nutrientes da muçarela, prato, minas frescal, cheddar e outros nove queijos

Os queijos são ricos em diversos nutrientes interessantes para a saúde. Eles são ótimas fontes e cálcio, importante para a manutenção de ossos e dentes, proteínas, necessárias para o desenvolvimento do organismo, e em vitaminas A, importante para a visão, e B12, imprescindível para a função neurológica normal.
O alimento é tão interessante que a Associação Brasileira das Indústrias de Queijo (ABIQ) recomenda que os adultos ingiram três porções de lácteos de 50 gramas cada por dia e que crianças consumam três porções de 30 gramas cada diariamente.
Contudo, alguns tipos de queijos possuem altas concentrações de gorduras saturadas, cujo excesso pode levar a doença vascular que a longo prazo há o risco de comprometer o coração, os rins e o cérebro, e sódio, que pode causar o aumento da pressão arterial.
Por isso, listamos treze tipos de queijos que estão entre os mais populares, apontamos seus benefícios e problemas nutricionais e sugerimos a maneira mais saudável de incluir este alimento na dieta. Saiba mais sobre a muçarela, queijo prato, minas frescal, parmesão, cottage, ricota, cheddar, requeijão, entre outros.

Parmesão: rico em cálcio

Foto : Divulgação

O parmesão é o queijo que possui a maior quantidade de cálcio. 50 g do alimento, valor diário recomendado, conta com 59% da necessidade do nutriente em um dia. “A função principal do cálcio no organismo é a construção e manutenção da estrutura dos ossos e dentes. Seu consumo é fundamental para a saúde óssea”, explica a nutricionista Bruna Quintanilha, da fabricante de queijos Tirolez.
Além disso, uma pequena quantidade do nutriente atua na contração muscular, inclusive cardíaca e vascular, na transmissão do impulso nervoso e secreção glandular. “Estudos observacionais cada vez mais numerosos passaram a detectar associação entre o baixo consumo de cálcio e o aumento da massa gorda. Acredita-se que o benefício envolva mecanismo celulares nos adipócitos, além de uma ação intestinal”, diz Quintanilha.
O parmesão ainda é o queijo que conta com a maior concentração de proteínas, 50 gramas do alimento possuem 35% das necessidades diárias do nutriente.

Atenção: Infelizmente, ele também é o que conta com os maiores valores de sódio, 33% da necessidade diária em 50 gramas do queijo. Esta substância em excesso pode levar ao aumento da pressão arterial. Além disso, a mesma quantidade possui 37% da quantidade máxima de gorduras saturadas recomendadas por dia.

Combine com: A Associação Brasileira das Indústrias de Queijo (ABIQ) recomenda que os adultos ingiram três porções de lácteos de 50 gramas cada por dia. Por isso, se quiser comer uma fatia de parmesão, é recomendado que também ingira uma porção de ricota no mesmo dia, pois ela possui pouco sódio e gorduras saturadas.

Confira os principais nutrientes do parmesão em 50 gramas:

-Calorias: 196 calorias
-Gorduras totais: 13 g
-Gorduras saturadas: 8.2 g
-Gorduras monoinsaturadas: 3.75g
-Gorduras poli-insaturadas: 0.28 g
-Proteína: 17.9 g
-Cálcio: 592 mg
-Sódio: 688 mg
-Vitamina B12: 0.6 mcg
-Vitamina B 6: 0.04 mg
-Vitamina A: 103 mcg

Suíço: rico em proteínas

Foto : Mexxer

O queijo suíço é muito interessante para a saúde. O alimento é rico em cálcio, 50 gramas, valor recomendado por dia, possuem 39% das necessidades diárias do nutriente, e em proteínas, conta com 26% das necessidades diárias.
As proteínas dos queijos possuem alto valor biológico e digestibilidade. “Em outras palavras, a proteína do queijo é absorvida quase integralmente na altura do intestino e fornece ao organismo os aminoácidos necessário para o seu desenvolvimento”, explica a nutricionista Flora Lys Spolidoro, consultora da Associação Brasileira das Indústrias de Queijo (ABIQ).
O queijo suíço ainda é o que possui maior quantidade de vitamina B12. Este alimento ainda é o queijo que conta com a menor quantidade de sódio.

Atenção: Apesar de tantos benefícios, o queijo suíço possui muitas gorduras saturadas, 50 gramas do alimento contam com 40% das necessidades diárias da substância.

Combine com: Ao longo do dia é interessante consumir uma porção de suíço e também uma do cottage, queijo com a menor quantidade de gorduras saturadas.

Confira os nutrientes principais nutrientes em 50 gramas do queijo suíço:
-Calorias: 190 calorias
-Gorduras totais: 13.9 g
-Gorduras saturadas: 8.8g
-Gorduras monoinsaturadas: 3.6 g
-Gorduras poli-insaturadas: 0.46 g
-Proteína: 13.46 g
-Cálcio: 395 mg
-Sódio: 35 mg
-Vitamina B12: 1.6 mcg
-Vitamina B 6: 0.041 mg
-Vitamina A: 110 mcg

Queijo de cabra: rico em vitamina A

Foto : Cozinheiro

O queijo de cabra macio é o tipo que possui a maior quantidade de vitamina A, 50 gramas, o valor recomendado do produto por dia, conta com 24% das necessidades diárias do nutriente. “Ela é fundamental para a visão, uma vez que contribui para que os olhos consigam traduzir o sinal luminoso em sinais neurais. Esta vitamina também é importante para o desenvolvimento embrionário”, diz Quintanilha.

Atenção: Este queijo possui pouco cálcio, 50 gramas contam com somente 7% das necessidades diárias do nutriente. Além disso, o de cabra possui muitas gorduras saturadas, uma porção de 50 gramas conta com 33% do valor recomendado da substância por dia.

Combine com: Como a orientação da ABIQ é consumir três porções de lácteos, é possível comer uma fatia de queijo de cabra, uma de parmesão, que é rico em cálcio, e outra de cottage, que conta com menos gorduras saturadas.

Confira os principais nutrientes em 50 gramas de queijo de cabra:

-Calorias: 134 calorias
-Gorduras totais: 10.5 g
-Gorduras saturadas: 7.2 g
-Gorduras monoinsaturadas: 2.4 g
-Gorduras poli-insaturadas: 0.25 g
-Proteína: 9.26 g
-Cálcio: 70 mg
-Sódio: 229 mg
-Vitamina B12: 0.096 mcg
-Vitamina B2: 0,16 mg
-Vitamina B 6: 0.125 mg
-Vitamina A: 144 mcg
-Fósforo: 248 mg

Muçarela: rico em vitamina B12

Foto : Eleven

Um dos motivos que tornam a muçarela uma boa opção é que ela possui alta concentração de vitamina B12. “O nutriente é importante porque participa como coenzima no metabolismo de ácidos graxos e aminoácidos e também é imprescindível para a formação do sangue e a função neurológica normal”, observa Quintanilha.

Além disso, 50 gramas do alimento contam com 25% das necessidades diárias de cálcio e 22% da quantidade recomendada por dia de proteínas. Você gosta de consumir este queijo derretido? Então, pode ingeri-lo sem medo. “Não há diferenças nutricionais entre o consumo de queijo in natura ou derretido. Atenção apenas para aqueles com acréscimo de probióticos que não devem ser aquecidos, pois isso ocasiona morte aos micro-organismos adicionados”, explica Quintanilha.

Atenção: A muçarela conta com bastante sódio, 50 gramas possuem 15.6% das necessidades diárias do nutriente. A mesma quantidade também possui 29.6% do valor recomendado de gorduras saturadas por dia.

Combine com: Pode ser interessante ingerir ao longo do dia uma fatia de muçarela, uma de queijo suíço, que conta com pouco sódio, e outra de ricota, que possui pouca gordura saturada.

Confira os principais nutrientes em 50 gramas de queijo muçarela
-Calorias: 150 calorias
-Gorduras totais: 11g
-Gorduras saturadas: 6.56 g
-Gorduras monoinsaturadas: 3.2 g
-Gorduras poli-insaturadas: 0.38 g
-Proteína: 11 g
-Cálcio: 252mg
-Sódio: 313 mg
-Vitamina B12: 1.14 mcg
-Vitamina B 6: 0.0183 mg
-Vitamina A: 89 mcg
-Vitamina B2: 0.14 mg
-Fósforo: 177 mg

Cottage: o queijo aliado da dieta

Foto : Bolsa de Mulher

O queijo cottage é o que conta com menores quantidades de calorias e gorduras. 50 gramas, valor recomendado do alimento por dia, conta com apenas 3.9% das necessidades diárias de gorduras, e 3.8% das quantidades necessárias por dia de saturadas. Por isso, ele é muito recomendado para pessoas que estão dedieta ou desejam manter o peso. Este benefício ocorre porque o alimento é elaborado com menos quantidade de leite.

Atenção: Por conter menos quantidade de leite, o cottage é o queijo que possui menos cálcio, somente 4% das necessidades diárias, e proteínas, apenas 11% dos valores recomendados por dia. O cottage ainda conta com 9% das necessidades diárias de sódio.

Combine com: Ao longo do dia, além do cottage é interessante consumir também o queijo suíço, que possui boas quantidades de cálcio e proteínas, mas pouco sódio.

Confira os principais nutrientes de 50 gramas de queijo cottage
-Calorias: 49 calorias
-Gorduras totais: 2.15g
-Gorduras saturadas: 0.85 g
-Gorduras monoinsaturadas: 0.38 g
-Gorduras poli-insaturadas: 0.06g
-Proteína: 5.56 g
-Cálcio: 41,3 mg
-Sódio: 186 mg
-Vitamina B12: 0.21 mcg
-Vitamina B 6: 0.023 mg
-Vitamina A: 18 mcg
-Vitamina B2: 0.081 mg
-Fósforo: 79.3 mg

Ricota: menos gorduras e sódio

Foto : Nutrir e Viver

A ricota também é uma ótima opção para quem está de dieta. Apesar de contar com mais calorias, gorduras totais e saturadas do que o cottage, as quantidades ainda são menores do que as dos outros queijos.

Além disso, a ricota possui somente um quarto do sódio presente no cottage. Este queijo é o segundo com a menor quantidade de sódio, contendo somente 2,1% das necessidades diárias da substância em 50 gramas de ricota, valor recomendado por dia.

Atenção: A ricota possui poucas quantidades de cálcio quando comparada a outros queijos, 150 gramas contam com apenas 10% das necessidades diárias do nutriente. O alimento também não possui tantas proteínas quanto os outros queijos, 50 gramas de ricota contam com apenas 11% do valor recomendado por dia deste nutriente.

Combine com:
É interessante ingerir ao longo do dia além da ricota, uma fatia de parmesão, que é rico em proteínas e cálcio.

Confira quais os principais nutrientes em 50 gramas de ricota

-Calorias: 87 calorias
-Gorduras totais: 6.49 g
-Gorduras saturadas: 4,1 g
-Gorduras monoinsaturadas: 1.8 g
-Gorduras poli-insaturadas: 0.19g
-Proteína: 5.63 g
-Cálcio: 103 mg
-Sódio: 42 mg
-Vitamina B12: 0.17 mcg
-Vitamina B 6: 0.021 mg
-Vitamina A: 60 mcg

Prato: queijos e a intolerância à lactose

Foto : Leite e Queijos

O queijo prato conta com boas quantidades de cálcio, 50 gramas do alimento, quantidade recomendada por dia, possui 47% das necessidades diárias do nutriente. A mesma quantidade deste queijo também possui 22% das proteínas recomendadas para o dia.

Alguns queijos são boas maneiras de pessoas com intolerância à lactose leve consumirem os nutrientes do leite. “Os queijos maturados não possuem lactose, pois ela foi transformada no processo de maturação. Recomenda-se inicialmente pequenas porções e depois o aumento gradativo. Por exemplo, pode-se começar por um queijo bem maturado, como o parmesão e depois ir introduzindo outros queijos como o reino, o provolone, o gouda e, por fim, o prato”, orienta Spolidoro.

Atenção:
Este queijo possui uma quantidade considerável de sódio, cerca de 50 gramas contam com 14,5% das necessidades diárias da substância, a mesma quantidade do alimento também possui 30% do valor diário recomendado de gorduras saturadas.

Combine com: Uma boa opção é ingerir ao longo do dia uma fatia do queijo prato, mas também uma porção da ricota, que possui poucas gorduras saturadas e sódio.

Confira os principais nutrientes presentes em 50 gramas de queijo prato

-Calorias: 180 calorias
-Gorduras totais: 14.53 g
-Gorduras saturadas: 6.6 g
-Proteína: 11.3 g
-Cálcio: 470 mg
-Sódio: 290 mg

Provolone: o queijo e a cárie

Foto : Frimesa

Este queijo conta com boas quantidades de nutrientes interessantes como 37% das necessidades diárias recomendadas de cálcio. A mesma quantidade de provolone ainda conta com 19% das necessidades diárias de vitamina A e 30% de vitamina B12.

O queijo é um aliado na prevenção de cáries. “Durante o processamento dos queijos, principalmente na fase de maturação, as caseínas do alimento são hidrolisadas em peptídeos, que vem sendo estudados ao longo dos últimos 30 anos e apresentam atividade bioativa sob diversos aspectos: prevenção de cáries, melhora do sistema imunológico, controle da pressão arterial, e até mesmo, ações antioxidantes”, explica Quintanilha.

Atenção:
Queijo é uma delícia e possui nutrientes interessantes, porém, é importante ficar atento para as calorias. Isto porque alguns tipos deste alimento são muito calóricos e podem contribuir para o ganho de peso quando consumidos em excesso. O provolone é o queijo mais calórico desta lista. Além disso, ele é rico em gorduras saturadas, 50 gramas do alimento contam com 37% da quantidade máxima recomendada de gordura saturada e 22% do sódio.

Combine com: É interessante ingerir ao longo do dia uma porção de provolone, mas também incluir a ricota, queijo que possui poucas calorias, gorduras saturadas e sódio.

Confira os principais nutrientes presentes em 50 gramas de queijo provolone
-Calorias: 204 calorias
-Gorduras totais: 13.1 g
-Gorduras saturadas: 8 g
-Gorduras monoinsaturadas: 3.6 g
-Gorduras poli-insaturadas: 0.5 g
-Proteína: 12.79 g
-Cálcio: 378 mg
-Sódio: 438 mg
-Vitamina B12: 0.73 mcg
-Vitamina B 6: 0.036 mg
-Vitamina A: 117 mcg

Cheddar: cuidado com a gordura saturada

Foto : Bolsa de Mulher

O cheddar é rico em cálcio, proteínas e vitaminas A e B12. Cerca de 50 gramas deste queijo contam com 36% das necessidades diária de cálcio, 26% dos valores recomendados de proteínas e 22% das necessidades de vitamina A do dia.

Alguns queijos possuem altas quantidades de gorduras saturadas e por isso é preciso consumi-los com parcimônia. O consumo em excesso desta gordura não é interessante porque ela sofre um processo de oxidação e há o risco do aparecimento de placas que podem inflamar as artérias sanguíneas, levando a doença vascular que a longo prazo pode comprometer o coração, os rins e o cérebro.

Atenção: O cheddar possui grandes quantidade de gordura saturada. A quantidade diária recomendada do alimento, 50 gramas, possui 47% das necessidades diárias deste lipídeo. Esta mesma quantidade do queijo ainda conta com 15,5% do valor recomendado de sódio.

Combina com: É interessante combinar este queijo com o cottage que possui poucas gorduras saturadas.

Confira os principais nutrientes presentes em 50 gramas de queijo cheddar
-Calorias: 201 calorias
-Gorduras totais: 16.5 g
-Gorduras saturadas: 10.5 g
-Gorduras monoinsaturadas: 4.6g
-Gorduras poli-insaturadas: 0.46g
-Proteína: 12.45 g
-Cálcio: 360 mg
-Sódio: 310 mg
-Vitamina B12: 0.41 mcg
-Vitamina B 6: 0.037 mg
-Vitamina A: 132 mcg

Queijo minas frescal: uma opção com pouco sódio

Foto : Frango Asa Branca

O queijo minas frescal é uma boa opção para a saúde. Isto porque ele conta com uma quantidade menor de gordura saturada, perdendo somente para o cottage e o ricota. Cerca de 50 gramas deste queijo possui 22% das necessidades diárias recomendadas de gorduras saturadas.

Além disso, ele possui menos sódio, a mesma quantidade possui somente 7,6% do valor máximo que pode ser consumido por dia desta substância. Infelizmente, a maioria dos queijos, com exceção do minas frescal, ricota e suíço, possuem altas concentrações de sódio.

O consumo em excesso do sódio favorece o aumento da pressão arterial. “A forma inteligente de utilizar o sódio dos queijos é diminuir o uso do sal de cozinha, rico na substância, quando se usa queijos como ingredientes em sopas, saladas, recheios, massas, entre outros”, indica Spolidoro 50 gramas do minas frescal ainda contam com 28% das necessidades diárias de cálcio e 17,3% das de proteínas.

Como combinar: Como ele possui uma quantidade de calorias um pouco elevada, é interessante combiná-lo com o cottage, o queijo menos calórico.

Confira os principais nutrientes presentes em 50 gramas de queijo minas frescal
-Calorias: 132 calorias
-Gorduras totais: 10.3 g
-Gorduras saturadas: 5g
-Proteína: 8.7 g
-Cálcio: 289.5 mg
-Sódio: 155mg

Gorgonzola: o mito da cor do queijo

Foto : As Mais Mais

A coloração do queijo não está relacionada ao maior ou menor teor de gordura. “A cor mais amarela ou mais branca dos queijos é dada por um corante natural chamado urucum que não acrescenta nada ao teor de gordura dos queijos. É só uma questão de tradição queijeira que existem queijos brancos e amarelos. Na produção moderna os queijos são feitos com leite com teor padronizado de gordura”, explica Spolidoro.

Afinal, se esta regra estivesse correta, o gorgonzola seria tão light quanto o ricota ou o cottage o que não é o caso. Apesar disso, a porção de 50 gramas do queijo conta com 60% da necessidade diária de proteínas.

Atenção: 50 gramas de gorgonzola possuem 30% do valor máximo de gorduras saturadas recomendadas ao dia.

Combine com: É interessante combinar este queijo com o cottage que não possui tantas gorduras saturadas.

Confira os principais nutrientes presentes em 50 gramas de gorgonzola
-Calorias: 158 calorias
-Cálcio: 241 mg
-Proteínas: 10 g
-Gorduras totais: 13 g
-Gorduras saturadas: 6.6 g

Muçarela de búfala: menos cálcio e mais gorduras

Queijo Mozarella de Búfala
Foto : Ideias e Dicas

Comparada com outros queijos a muçarela de búfala não é uma opção muito interessante. Cerca de 50 gramas deste queijo possuem somente 13% das necessidades diárias de cálcio, enquanto a mesma quantidade de muçarela comum possui 25% do valor diário do nutriente. Além disso, a muçarela de búfala ainda possui menos gorduras saturadas e mais proteínas do que a muçarela comum.

Atenção: Além da pouca quantidade de cálcio, 50 gramas de muçarela de búfala possuem 30% do valor máximo de gorduras saturadas recomendadas ao dia.

Combine com: É interessante ingerir uma porção de muçarela de búfala, uma de queijo prato, rico em cálcio, e outra de cottage, que conta com poucas gorduras saturadas.

Confira os principais nutrientes presentes em 50 gramas de muçarela de búfala
-Calorias: 150 calorias
-Cálcio: 133 mg
-Proteínas: 10 g
-Gorduras totais: 11.6 g
-Gorduras saturadas: 6.6 g

Requeijão: outra opção de cálcio

Foto : Meus Dois Minutos

O requeijão é uma ótima maneira de consumir o cálcio para quem não é muito fã de outros queijos ou do leite. Contudo, o alimento não possui tanto cálcio e proteínas quanto outros tipos de queijo.

Atenção: 50 gramas do alimento possuem somente 12.6% das necessidades diária de cálcio e 9.6% do valor recomendado de proteínas por dia. Além disso, o requeijão é rico em sódio, 50 gramas contam com 13.9% da quantidade orientada da substância por dia.

Combine com:
Ingerir uma porção de requeijão e outra de queijo suíço, que é rico em cálcio e proteínas e pobre em sódio, é uma ótima ideia.

Confira os principais nutrientes presentes em 50 gramas de requeijão
-Calorias: 128 calorias
-Gorduras totais: 4.8 g
-Gorduras saturadas: 4.2 g
-Proteína: 4.8 g
-Cálcio: 129.5 mg
-Sódio: 279 mg

Fonte : MinhaVida

[GORDICAS] Os melhores restaurantes do Brasil, segundo os viajantes

Nada de Alex Atala ou de Helena Rizzo. A lista dos restaurantes mais apreciados do Brasil, segundo os viajantes, não inclui os estabelecimentos dos dois maiores chefs brasileiros (que estão entre os 50 melhores do mundo, de 2014).

De acordo com o ranking Travelers’ Choice, do site TripAdvisor, o melhor lugar para comer do Brasil é o Voilá Bistrot, que fica na cidade de Paraty, no Rio de Janeiro. A lista, referente a este ano, leva em consideração as avaliações dos usuários do site. Confira o top 10.

1º – Voilá Bistrot, Paraty (RJ)

Voilá Bistrot, Paraty (RJ)
Foto : Ligia Skowronski / Quatro Rodas

Com ambiente aconchegante, o restaurante Voilá Bistrot, de Paraty (RJ) ficou em primeiro lugar na lista de avaliações do TripAdvisor. O estabelecimento é especializado em culinária francesa e se destaca por ser um local romântico e ideal para ocasiões especiais, segundo o site.

2º – Camarões Restaurante, Natal (RN)

Camarões Restaurante, Natal (RN)
Foto : Reprodução / Site oficial

O segundo lugar da lista do TripAdvisor fica na cidade de Natal, no Rio Grande do Norte, e é especializado em comida brasileira e frutos do mar. Avaliado como “parada obrigatória” na cidade, segundo usuários do site de viagens, o Camarões Restaurante é indicado para diferentes perfis de clientes, desde famílias com crianças, grandes grupos, casais e até mesmo para quem está a negócios.

3º – Koh Pee Pee, Porto Alegre (RS)

Koh Pee Pee, Porto Alegre (RS)
Foto : Ligia Skowronski / Veja

Especializado em gastronomia tailandesa, o terceiro lugar do ranking é o Koh Pee Pee. O restaurante fica em Porto Alegre e, segundo o site TripAdvisor, é bom para encontros românticos e ocasiões especiais. O Koh Pee Pee foi considerado o melhor oriental pelo júri da revista Veja Porto Alegre Comer e Beber por diversos anos, inclusive na última edição, de 2013/2014.

4º – Taypá, Brasília (DF)

Taypá, Brasília (DF)
Foto : Leo Feltran / Veja São Paulo

Eleito melhor restaurante pelo júri da edição 2013/2014 da Veja Brasília Comer e Beber, o Taypá, de Brasília, ficou em quarto lugar no Brasil, segundo o ranking do site de viagens. O estabelecimento serve comida peruana, contemporânea e internacional.

5º – Na Brasa, Porto Alegre (RS)

Na Brasa, Porto Alegre (RS)
Foto : Ligia Skowronski / Veja

No quinto lugar entre os melhores do país, o restaurante Na Brasa faz jus à fama de bons churrasqueiros dos gaúchos. O lugar é especializado em carnes e já conquistou o prêmio de melhor carne/rodízio pelo júri da revista Veja Porto Alegre Comer e Beber, edição de 2011/2012.

6º – Taste-Vin, Belo Horizonte (MG)

Taste-Vin, Belo Horizonte (MG)
Foto : Nidin Sanches / Veja BH

O restaurante francês Taste-Vin fica em Belo Horizonte e está em sexto lugar na lista do TripAdvisor. O ambiente, segundo o site, é romântico e bom para ocasiões especiais. Na edição da revista Veja BH Comer e Beber 2013/2014, o estabelecimento foi eleito o melhor francês e a melhor carta de vinhos da cidade.

7º – Manjar das Garças, Belém (PA)

Manjar das Garças, Belém (PA)
Foto : Heudes Regis / Veja

Com culinária eclética, o Manjar das Garças, de Belém (PA) representa o Norte do país na lista, figurando no sétimo lugar. O estabelecimento fica dentro do complexo de turismo e lazer Mangal das Garças, rodeado pela natureza, e já foi premiado com o troféu de melhor restaurante variado pelo júri da revista Veja Belém Comer e Beber, em 2011/2012 e 2009.

8º – Coco Bambu, Lago Sul, Brasília (DF)

Coco Bambu, Lago Sul, Brasília (DF)
Foto : Ligia Skowronski / Veja

O Coco Bambu é originário do Ceará e tem unidades em quase 10 estados brasileiros, mas o oitavo lugar ficou com a localizada no Lago Sul, em Brasília. O restaurante tem um cardápio variado, com destaque para a culinária brasileira e para os pratos com frutos do mar. Na edição da revista Veja Brasília Comer e Beber de 2011/2012, o lugar foi escolhido pelo júri como a melhor cozinha de peixes e frutos do mar da cidade.

9º – Era Uma Vez Um Chalezinho, São Paulo (SP)

Era Uma Vez Um Chalezinho, São Paulo (SP)
Foto : Divulgação

Localizado em São Paulo, o restaurante Era Uma Vez Um Chalezinho conquistou o nono lugar na lista. O lugar chama a atenção pelo ambiente com decoração aconchegante e romântica e pela boa comida. A casa é especializada em fondue.

10º – A Figueira Rubayat, São Paulo (SP)

A Figueira Rubayat, São Paulo (SP)
Foto : Ligia Skowronski / Veja São Paulo

A casa de carnes A Figueira Rubayat, localizada em São Paulo, se destaca no décimo lugar não apenas por causa da boa comida, mas também por seu ambiente. No terraço do restaurante, uma árvore majestosa (e centenária) ergue seus galhos sobre as mesas. O estabelecimento foi até cenário de um dos episódios do desenho “Os Simpsons”, em que a família de Homer vem ao Brasil para ver a Copa do Mundo.

Fonte : Exame.com

[GORDICAS] Rede de Hotéis ibis recebe o 12º Festival de Caldos e Sopas

Festival acontece em todas as 101 unidades da rede

Eating breakfast in a hurry. .

Para espantar o friozinho do inverno, a rede de hotéis ibis recebe, entre os dias 1º e 31 de julho, a 12ª edição do Festival de Caldos e Sopas ibis. O evento acontece simultaneamente nas 101 unidades da rede, nos quatro cantos do Brasil, e tem pratos a R$ 17*. O festival tem como objetivo oferecer não apenas aos hóspedes, mas também ao público geral, uma opção de jantar agradável para aproveitar o inverno.

Como o Festival acontece em todo o território nacional, os pratos variam de acordo com o porte de cada hotel e as opções de sopas são definidas de forma personalizada com cada região do país.

Dentre os destaques do cardápio, estão o caldo de camarão com queijo ralado e azeite e o creme de tomate com queijo, servidos nas unidades do Rio; o tradicional caldo de mandioquinha e o creme de aspargos, em São Paulo; já em Belo Horizonte, os hotéis servem uma canja à brasileira, prato típico da cultura mineira.

Foto : Reprodução

Confira os endereços das unidades em São Paulo, que recebem o festival:

Ibis São Paulo Paulista
Endereço: Av. Paulista, 2355 – Bela Vista – SP
Telefone: (11) 3523-3000

Ibis São Paulo Morumbi
Endereço: Av. Roque Petroni Jr., 800 – Brooklin – SP
Telefone: (11) 3738-3800

Ibis São Paulo Expo
Endereço: Rua Eduardo Viana, 163 – Barra Funda – SP
Telefone: (11) 3393-7300

Ibis São Paulo Interlagos
Endereço: Av. Interlagos, 2215 – Jardim Umuarama – SP
Telefone: (11) 5633-4800

Ibis São Paulo Congonhas
Endereço: Rua Baronesa de Bela Vista, 801 – Vila Congonhas – SP
Telefone: (11) 5097-3737

Ibis Guarulhos
Endereço: Rua General Osório, 19 – Guarulhos – SP
Telefone: (11) 2159-5950

Ibis Santo André
Endereço: Av. Industrial, 885 – Santo André – SP
Telefone: (11) 4979-7800

Ibis Mogi das Cruzes
Endereço: Av. Vereador Narciso Yague Guimarães, 372 – Mogi das Cruzes – SP
Telefone: (11) 2813-3800

Ibis Jundiaí Shopping
Endereço: Av. Nove de Julho, 2921 – Jundiaí – SP
Telefone: (11) 3308-8300

Foto : Reprodução

[GORDICAS] Onde provar boas receitas de tapioca em São Paulo

Mocotó, Aconchego Carioca e Capim Santo integram a lista de endereços que preparam receitas com o ingrediente

Mocotó - tapioca
Mocotó: tapioca rechada de carne-seca mais requeijão do Norte e crocante de mandioquinha (Foto: Zé Amaral)

Almoçar no Mocotó  é um programa como poucos. Esse restaurante de cozinha nordestina está localizado na Vila Medeiros, zona norte, e tornou-se um dos endereços mais disputados da cidade. O público enfrenta longas filas para provar as delícias brasileiras preparadas pelo chef Rodrigo Oliveira e sua equipe.

Faz parte do ritual de espera por uma mesa — que apesar de levar até duas horas, confie, tem seu charme — petiscar os deliciosos dadinhos de tapioca com queijo de coalho. Depois de acomodado em um dos salões, vale pedir a tapioca de carne-seca mais requeijão do Norte do país e crocante de mandioquinha.

Do outro lado da cidade, o Bar do Nico, tradicional no Ipiranga, faz uma porção de tijolinhos de queijo de coalho cobertos por tapioca. Com boa textura, eles são servidos junto de um pote de molho de mel e pimenta, que ajuda a realçar o sabor.

O ingrediente conquistou tantos adeptos deste lado do Brasil que ganhou um endereço só dele, na Vila Madalena. Comandada pelo publicitário Caio Eduardo Monteiro da Silva, a Goma Tapiocaria propõem um cardápio variado elaborado pela chef Morena Leite, à frente do Capim Santo e do Santinho. Além de aparecer no formato tradicional de crepe, recheada de carne-seca e abóbora e acompanhada de couve refogada, por exemplo, a fécula da mandioca hidratada se transforma em pão de queijo da Serra da Canastra com linguiça e bolinho de ganache de chocolate.

Conheça abaixo outros endereços que servem receitas com o ingrediente:

Aconchego Carioca: embora a decoração siga os padrões da matriz, no Rio de Janeiro, com redes penduradas no teto, a casa daqui carece da informalidade típica carioca e mostra um ambiente mais arrumado, na medida para atrair os engravatados que trabalham na região. Para petiscar, faz pasteizinhos de tapioca recheados de camarão. Na seção de doces, aparece a tapioca de tangerina com chocolate.
Endereço: Alameda Jaú, 1372 – Jardim Paulista
Telefone: (11) 3062 8262
Segunda 18h – 23h / De terça a sábado 12h – 00h /Domingo 12h – 18h

Bar do Nico
Bar do Nico: tijolinhos de queijo de coalho cobertos de tapioca (Foto: Fernando Moraes)
Bananeira: adota o estilo despojado em um salão montado como um grande caramanchão praiano. Para abrir a refeição, há rolinhos de tapioca recheados de carne-seca. Encerre com a tapioca de banana com queijo manteiga, coco fresco ralado e leite condensado.
Endereço: Rua Marechal Hastinfilo de Moura, 417 – Vila Suzana
Telefone: (11) 3502 4635 ou (11) 3542 4630
De terça a quinta 18h – 23h / Sexta 18h – 23h30 /Sábado 12h – 17h e também 19h – 23h30 / Segunda fechado / Domingo 12h – 17h

Brasil a Gosto: um olhar atento às diferenças culinárias regionais do país norteiam o trabalho da inquieta chef e proprietária Ana Luiza Trajano. De sobremesa, há pudim de banana com castanha-do-pará e beiju de tapioca.
Endereço: Rua Professor Azevedo Amaral, 70 – Jardim Paulista
Telefone: (11) 3086 3565
De terça a quinta 19h – 00h / Sexta e sábado 12h – 17h e também 19h – 00h / Segunda fechado / Domingo 12h – 17h

Capim Santo: do caderno de receitas da chef e sócia Morena Leite saem receitas bem brasileiras. Aos sábados e domingos, o bufê de almoço é mais completo e inclui uma estação de tapiocas que podem ser recheadas na hora de brigadeiro tradicional ou de capim-santo, lei condensado, doce de leite com coco, entre outras varidades.
Endereço: Alameda Ministro Rocha Azevedo, 471 – Cerqueira César
Telefone: (11) 3089 9500
De terça a sexta 12h – 15h e também 19h30 – 00h /Sábado 12h30 – 16h30 e também 20h – 00h /Segunda fechado / Domingo 12h30 – 17h

Colher de Pau: nessa filial de um restaurante de Fortaleza, as receitas típicas do Ceará substituem a leveza pelos sabores potentes. Na hora da sobremesa, vá de tapioca de goiabada e requeijão do norte (um tipo de queijo duro).
Endereço: Rua Doutor Mário Ferraz, 563 – Jardim Paulistano
Telefone: (11) 3079 3087 ou (11) 3168 8068
Segunda 12h – 15h30 / De terça a quinta 12h -15h30 e também 19h – 23h / Sexta 12h – 15h30 e também 19h – 23h30 / Sábado 12h – 23h30 /Domingo 12h – 18h

Damp: aberta no Ipiranga há 41 anos, ganhou no ano passado uma filial mais arrumadinha na Vila Leopoldina. Dos mais de 100 sabores em massa, cerca de cinquenta se revezam nas vitrines refrigeradas da loja. Não deixe de provar as versões com ingredientes do norte do país, como tapioca, cupuaçu e castanha-do-pará.
Endereço: Rua Bela Nápoles, 29 – Vila Leopoldina
Telefone: (11) 3644 5541
De terça a domingo 12h – 20h / Segunda fechado

Taperebá Sorvetes: uma das opções de sorvete que não podem faltar na vitrine é o de tapioca. O ingrediente típico do Norte também surge na forma de crepe, com recheios doces (leite condensado com coco) e salgados (queijo de coalho).
Endereço: Rua Girassol, 401 – Pinheiros
Telefone: (11) 2501 7771
De terça a quinta 12h – 20h / Sexta e sábado 12h -22h / Segunda fechado / Domingo 12h – 21h

Fonte : Veja São Paulo

[GORDICAS] Sete feirinhas gastronômicas imperdíveis em São Paulo

São Paulo não é mais só a Terra da Garoa. Segundo estudo realizado pelo Observatório de Turismo e Eventos da SPTuris, a gastronomia da capital vem ganhando (pela boca) moradores e visitantes.

E essa conquista vai além dos 15 mil restaurantes, 20 mil bares e padarias que funcionam 24h. Com a onda de feirinhas gastronômicas e food trucks, a cidade já pode se considerar a capital brasileira da gastronomia.

Por isso, a SPTuris lista sete feiras gastronômicas que fazem sucesso na capital, confira:

Feirinha Gastronômica Jardim das Perdizes End.: Av. Marquês de São Vicente, 2301 – Jardim das Perdizes – zona Oeste – São Paulo. Horário de funcionamento: sábado e domingo, das 12h às 20h
Feirinha Gastronômica Jardim das Perdizes

Como uma das precursoras do ramo em São Paulo, a Feirinha Gastronômica possui hoje dois locais: no Butantã (Butantan Food Park) e no Jardim das Perdizes. A segunda, localizada na Av. Marquês de São Vicente, possui mais de 4 mil m² de muita área verde e as mais variadas guloseimas

Butantan Food Park End.: Rua Agostinho Cantu, 47 - Butantã - zona Oeste - São Paulo. Horário de funcionamento: de segunda a quarta, das 11h às 16h. Quinta a sábado, das 11h às 22h. Domingos, das 12h às 19h
Butantan Food Park End.: Rua Agostinho Cantu, 47 – Butantã – zona Oeste – São Paulo. Horário de funcionamento: de segunda a quarta, das 11h às 16h. Quinta a sábado, das 11h às 22h. Domingos, das 12h às 19h
Butantan Food Park

O espaço gastronômico na zona oeste de São Paulo já conquistou espaço no roteiro dos moradores da região. Localizado próximo ao metrô, a praça de alimentação contém barracas, trailers e food trucks com diversas opções de boa comida a preços acessíveis, entre elas o famoso Churros Tentação.

Pracinha Gourmet End.: Rua Tenerife, 74 – Vila Olímpia – zona Sul – São Paulo. Horário de funcionamento: de segunda a sexta, das 11h às 15h. Tel.: (11) 99954-2865
Pracinha Gourmet

feirinha na Vila Olímpia, inaugurada no início de 2015, reúne nove expositores, entre barraquinhas e food trucks. Possui cozinhas das mais variadas, de frutos do mar à comida mexicana e se localiza próximo ao Shopping Vila Olímpia.

Panela na Rua End.: Praça Benedito Calixto, 85 – Jardim Paulista – zona Oeste – São Paulo. Horário de funcionamento: domingo, das 12h às 18h. Tel.: (11) 3064-4396
Panela na Rua

Com comidas entre R$ 8 e R$ 15, a feirinha gastronômica Panela na Rua, acontece aos domingos, na Praça Benedito Calixto. Além de aproveitar a feira de artes e cultura que acontece na praça, os visitantes podem conferir os mais diversos pratos, lanches e doces da Panela na Rua.

Galpão Gastronômico End.: Av. Mofarrej, 992 – Vila Leopoldina – zona Oeste – São Paulo. Horário de funcionamento: de segunda a sexta, das 11h às 15h30
Galpão Gastronômico

Seguindo a linha das feirinhas, a Vila Leopoldina também ganhou seu espaço. Mas a vantagem do Galpão Gastronômico é que se trata de um ambiente fechado, aconchegante e bem decorado, para curtir as delícias da gastronomia até mesmo no frio ou na chuva. E na culinária, o espaço não deixa a desejar: as opções vão de hambúrgueres, temakis, churros, massas, e tudo o que pode ser encontrado na gastronomia de rua paulistana.

Centro Gastronômico de Itaquera Local: Praça da Estação End.: Rua Gregório Ramalho – Itaquera – zona Leste – São Paulo. Horário de funcionamento: de segunda a quinta, das 10h às 20h. Sexta a domingo, das 10h às 22h. Foto: Reprodução/G1
Centro Gastronômico de Itaquera

O espaço recém-inaugurado na zona leste oferece opções para todos os gostos. São 14food trucks e 10 boxes, cada um com um tipo de comida diferente, como pizza, açaí, acarajé, massas, cachorro quente, comida mexicana, e muito mais.

Pátio Gastronômico End.: Rua Relíquia, 383 – Casa Verde – zona Norte – São Paulo. Horário de funcionamento: de segunda a sexta, das 11h às 22h. Sábados e domingos, das 12h às 20h. Foto: Luciano Castro
Pátio Gastronômico

Na Casa Verde, em um ambiente agradável e familiar, o Pátio Gastronômico permite uma experiência gastronômica diferente para os frequentadores da zona norte. As delícias vão de doces gourmet a pratos elaborados por chefs, acompanhados por cervejas artesanais.

Fonte : Catraca Livre

[CURIOSIDADES] O que se come no café da manhã ao redor do mundo?

Há quem diga que o café da manhã é a refeição mais importante do dia. Verdade ou não, ele com certeza é uma das refeições mais saborosas, afinal, quem não curte um cafezinho recém passado, um pãozinho quente com aquela manteiguinha… hein? hein?!

Ou quem sabe um iogurte com granola e mel; ou uma fatia de bolo de trigo ou milho; ou o tradicional misto quente com suco de laranja. Seja lá qual for sua preferência, um bom desjejum parece essencial para começar bem o dia. Mas você já parou pra pensar como é o café da manhã tradicional pelo mundo a fora? Então me acompanhe nessa deliciosa viagem gastronômica.

1. Brasil

Cópia 6 de café_manhã

Começando por nós mesmos, nosso café da manhã tradicional é composto por frios como presuntos, queijos fatiados e mortadela, além da tradicional manteiga. Pode conter também geléias e queijo branco tipo Minas (bateu a fome agora!).

2. Estados Unidos

Cópia 9 de café_manhã

Nada mais tradicional na mesa de um americano que o famoso bacon frito, panquecas caseiras regadas ao xarope de milho ou molho de mirtilo. Delícia!

3. Inglaterra

café_manhã

O desjejum inglês é bastante farto (agora sabemos que os americanos tiveram a quem puxar). É uma festa de sabores na qual podemos encontrar pães, bacon, ovos, salsichas, tomate grelhado, cogumelos, pudim e até feijões cozidos! Tudo isso, claro, regado a uma bela xícara de chá.

4. Portugal

Cópia 4 de café_manhã

Uma deliciosa e simples combinação de croissants recheados com vegetais e frios, servido com uma bela xícara de café.

5. Cuba

Cópia 2 de café_manhã

Constituído por uma xícara de café com leite adoçado, e com uma pitada de sal (interessante); acompanhado do tradicional pão cubano, amanteigado e tostado de ambos os lados, feito para ser mergulhado no café.

6. Austrália

Cópia 5 de café_manhã

Há algo de bastante curioso no café da manhã do australiano. Tradicionalmente, a única coisa que não pode faltar é uma fatia de pão ou torrada e um frasco deVegemite. Para quem não sabe que produto é esse, trata-se de uma pasta feita de extrato de levedura (um dos resíduos da fabricação da cerveja), de gosto salgado, levemente amargo e que é imensamente popular no país, bem como na Nova Zelândia.

7. Itália

Cópia 7 de café_manhã

Esse desjejum italiano é bem comum como lanche da tarde aqui no Brasil, em muitas cafeterias. Conhecido como “cappuccino e corneto”, o prato é composto de uma xícara do nosso velho conhecido e saboroso cappuccino, servido com um delicioso croissant.

8. Marrocos

Cópia 3 de café_manhã

Dando um pulo para a África, no Marrocos encontramos um café bem típico, mas não menos saboroso. É composto basicamente por pães, geléias, chutney, queijo e manteiga. Temos a presença do tradicional Baghir, um tipo de pão feito de sêmola.

9. Gana

Cópia 23 de café_manhã

Ainda na África, o desjejum do ganense é composto popularmente pelo Waakye, uma massa pastosa formada basicamente de arroz cozido junto com feijão. Esse é pra começar o dia com força total.

10. Turquia

Cópia de café_manhã

A bela mesa turca é composta por queijos, ovos, azeitonas, geléias, tomates, pepinos (isso mesmo!), mel e carne temperada. Visualmente belo e provavelmente muito saboroso.

11. Egito

Cópia 16 de café_manhã

Um dos pratos tradicionais no desjejum egípcio é o Ful Medames, feito de favas, grão-de-bico, alho e limão. Pode ser complementado com pimenta caiena, tahini e ovos cozidos ao ponto de gema dura; o azeite de oliva e pedacinhos de cebolinha e salsa salpicados dão o toque final. Um verdadeiro café gourmet, não?

12. Bolívia

Cópia 15 de café_manhã

Voltando à América, temos  a tradicional mesa boliviana composta tradicionalmente pelas Salteñas ou Saltenhas, como são conhecidas aqui no Brasil. Esses pasteizinhos de trigo podem ser recheados de carne e/ou vegetais e são levemente adocicados.

13. Argentina

Cópia 11 de café_manhã

Nossos hermanos preferem mesmo é uma bela caneca de mate acompanhada das tradicionais facturas, uma espécie de croissant bastante popular por lá, com ou sem doce de leite.

14. México

Cópia 13 de café_manhã

A comida mexicana é fantástica, principalmente na fartura dos temperos, logo, o café da manhã não poderia ser muito diferente. Composto por nachos, queijos e feijão, pode também ser servido com Chilaquiles, tradicional prato feito de tortilhas fritas, com molho de salsa, mas tudo com a tradicional pimenta!

15. Canadá

Cópia 12 de café_manhã

Num dos países mais belos e diversificados da América, o café da manhã é composto de pierogis, pasteizinhos fritos, cozidos ou assados, recheados com batata, carne moída, queijos ou frutas; complementando tudo, uma porção de salsichas e torradas.

16. Venezuela

Cópia 22 de café_manhã

Na Venezuela, um bom desjejum acompanha as tradicionais Empanadas,pasteizinhos recheados com carne picada, queijo fresco ou combinando vegetais e feijão.

17. França

Cópia 10 de café_manhã

Na Europa, a França é conhecida pela sua “boa mesa”, logo, é quase uma redundância falar que o desjejum francês não deixa a desejar. Composto por uma variedade de pães, destaca-se os croissants, tradicional massa francesa, com ou sem  amêndoas, manteiga, chocolate ou creme; claro, acompanhado de uma xícara de café, pois os franceses são grandes apreciadores da bebida, assim como nós.

18. Alemanha

Cópia 8 de café_manhã

Os famosos embutidos alemães obviamente são consumidos neste café da manhã, bem como pão fresco e queijos alemães, além de uma xícara de café bem forte.

19. Estônia

Cópia 21 de café_manhã

O prato conhecido como “queijo na torrada” é feito de queijo coalho numa torrada de pão de trigo. A cobertura cremosa pode ser substituída por ricota ou fromage frais.

 20. Japão

Cópia 17 de café_manhã

Aterrissando em território asiático, os japoneses apreciam o tradicional tofu, aquele queijo de soja, regado com molho shoyu, acompanhado de peixe e arroz cozido. Esses japoneses são mesmo saudáveis, hein!

21. Mongólia

Cópia 19 de café_manhã

Não tão saudáveis, os mongóis preferem comer carne de cordeiro cozida com bastante gordura e, às vezes, laticínios e arroz. No oeste da Mongólia é comum a adição de carne de cavalo à dieta local.

22. Paquistão

Cópia 20 de café_manhã

É muito comum consumir um pão chamado Aloo Paratha, feito de trigo e ghee (manteiga clarificada) e assado em uma frigideira. É recheado com vegetais e comido com manteiga, chutney ou qualquer outro tempero picante. O chá completa a refeição.

23. Tailândia

Cópia 14 de café_manhã

Normalmente constituído de algum tipo de carne, como a de porco, mergulhado em uma mistura de sêmola. Geralmente acompanhado  de rosquinhas chinesas, brotos de feijão, intestino de porco recheado de carne de porco temperada e picada, coração de porco fatiado e pudim de sangue e estômago fatiado. Bem peculiar, não?!

24. China

Cópia 18 de café_manhã

Muito parecido com as outras refeições chinesas, o café da manhã dos chineses é praticamente um almoço: é composto por macarrão cozido, carnes fritas, como a de frango, arroz e vegetais fritos.

Qual que agradou mais? Conhece mais alguma? 🙂

Fonte : 9Gag/Tudo Interessante